GREMIO RECREATIVO BLOCO CARNAVALESCO UNIDOS DO ALTO DA BOA VISTA

PRESIDENTE: SERGINHO MOREIRA

ENREDO: SALVE A MÃE NATUREZA!

SINOPSE:

Nossa Agremiação aproveita a maior festa popular do planeta (CARNAVAL), onde todos os meios de comunicação, todos os povos e autoridades estão ao nosso redor, para levar à Avenida um agradecimento à Mãe Natureza, por tudo que ela nos proporciona e também fazer um alerta de que é tempo de repararmos muito, para poder viver ainda melhor.

Sabemos que, sessenta por cento da maior floresta do mundo, a FLORESTA AMAZÔNICA, fica no nosso território brasileiro (Amazônia). Que pela comunidade científica, a peça principal para o equilíbrio climático, com a flora e a fauna atingindo sua perfeição do equilíbrio pelo ecossistema. Por toda a floresta existem vários rios e cachoeiras que com grande número de chuvas que ocorrem na região, toda a água acaba escoando ao maior rio do mundo, o Rio Amazonas, de onde parte para fornecimento da água para toda a população.

Rica e composta de todo o tipo de plantas árvores e frutos responsáveis pela maior parte do nosso oxigênio, considerada o pulmão do mundo. Com todos os tipos de animais, entre aves, pássaros e peixes e até as maiores criaturas predatórias, tais como jacaré, onça pintada, sucuri, entre outros.

Enquanto o povoado indígena habitava toda essa região, só se colhia o que se plantava e o que a própria natureza desenvolvia e as casas, OCAS, eram feitas apenas de galhos e folhas secas, e com tudo, animais eram caçados apenas os que eram apropriados para alimentação. Mas, com toda a globalização e povoamento, tudo começou a mudar. Fazendas, casas, grandes empresas e indústrias, vieram trazendo um grande índice de desmatamento e, com isso, vieram as grandes queimadas, preocupando os ambientalistas na perda da biodiversidade, com a emissão de carbono, contribuindo muito para o aquecimento global. Pois são muitas as queimas de combustíveis, fósseis, como por exemplo, o carvão mineral e derivados do petróleo, tais como gasolina e diesel. A queima desses produtos é a grande responsabilidade de lançamento de monóxido de carbono e dióxido de carbono, aumentando cada vez mais, a poluição do ar nos grandes centros urbanos; afetando, cada vez mais, a saúde do ser humano, trazendo doenças respiratórias como: bronquite, rinite alérgica, asma e alergias, levando milhares de pessoas aos hospitais todos os dias. Além de aumentar o fenômeno estufa aquecendo, ainda mais, a temperatura do nosso planeta, proporcionando, também, muita chuva ácida, matando plantas, aves e vários animais, deixando, cada vez mais difícil o plantio e colheita do homem no campo.

Sabemos que agricultores, fazendeiros e, grandes indústrias, precisam de um bom tratamento para as suas colheitas, e grande parte de fornecimento de nossos legumes, verduras e frutas, mas, muitos não medem esforços, esquecendo que para a sua colheita ser boa, é necessário uma boa plantação.

Assim como também os animais precisam ser preservados e bem cuidados, pois quando o homem chegou, eles já estavam ali vivendo em seu habitat. Mas, assim como o desmatamento e as grandes queimadas, vieram também as grandes caças e com isso, a extinção de várias espécies.

Então, nos perguntamos: Por que a captura de animais para atender um pouco de lazer ao turismo, se temos visto em noticiários que vários animais estão morrendo por falta de alimentação e de tratamentos medicinais, e zoológicos estão fechando? Com certeza quando ouvimos falar nisso, sentimos saudades da nossa infância que assistíamos desenhos animados e histórias de Tarzan o rei da selva que tinha como companheiros os animais com sua preferida e amiga macaca chita além da sua luta constante com os caçadores e protegendo a natureza de qualquer tipo de ameaça pelo homem da cidade.

E, como se trata da mãe natureza, partimos pra o nosso Oceano Atlântico, que além do descongelamento das geleiras, a cada dia acordamos com vários noticiários: Praia de São Conrado, proibida para banho, com água suja, uma grande mancha escura, por causa de um grande vazamento de esgoto ilegal. Também notícia de que a Lagoa Rodrigo de Freitas amanheceu com quase uma tonelada de peixes mortos. Assim também a Praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes, onde a COMLURB faz retirada de uma tonelada e meia de lixos do mar.

É claro que não podemos culpar só as autoridades, mas também sabemos que precisamos de mais penalidades e mais fiscalizações. Com tudo isso, a população tem que ter um pouco mais de cuidado, respeito e educação, que contribui muito para toda preservação.

Citamos um gesto e uma boa mensagem que passamos na abertura dos Jogos Olímpicos, na cerimônia de abertura, onze mil mudas de vários tipos de árvores foram plantadas pelos competidores atletas.

Um bom exemplo também vem do Governo dos Estados Unidos que ensinam em suas escolas infantis às crianças a plantação e jardins.

Como também no Amazonas e Pará, a cada planta arrancada para experiências medicinais, três mudas são plantadas.

Temos que ter consciência que quando tratamos da mãe Natureza, temos que ter mais atenção e muito cuidado, pois se já estamos sentindo hoje, o que será do ar, das colheitas, das produções agropecuárias, dos animais, das nossas fontes de água amanhã para os nossos descendentes. Pois o Brasil, hoje, configurasse o maior exportador e segundo maior produtor de soja do mundo, porém, com todo esse desastre ambiental de desmatamento e a má conservação das fontes de água, vem sofrendo muito para continuar a crescer no mercado agropecuário.

Sem contar com as estações do ano, que completam a natureza hoje bem descontrolada do seu nível normal. Exemplo: Temos sentido, que, às vezes, nosso verão é muito mais quente do que o esperado e ocupando até mesmo o espaço do outono e do inverno.

Hoje, é raro, se ver, depois de uma tempestade, um lindo arco-íris.

Com todos esses fundamentos, nos preocupamos sim e achamos que podemos cobrar mais, respeitar e incentivar à toda nação, a preservação da mãe natureza, que nos encanta com sua beleza natural e contribui muito para o nosso bem estar.

E, com respeito, aos religiosos, pedimos as bênçãos dos donos das matas, CABOCLOS, OXOSSI, OSSANI; a mãe das águas, IEMANJÁ; do ar, dos ventos, relâmpagos e trovoadas, IANSÃ; e ao nosso criador e pai da natureza, DEUS, OXALÁ, para levarmos esse grande tema através do desfile de nossa agremiação, saudando a mãe Natureza e pedindo um pouco mais de cuidado para a sua preservação.

COMISSÃO DE CARNAVAL

Anúncios